Design sem nome (1)

Como viver de renda? Quanto eu preciso investir?

O divórcio, sob certa perspectiva, traz consigo um novo ciclo de vida, carregado de novidades e  possibilidades. A assessoria profissional para investimento muito tem a agregar para a vida dos  divors, trazendo paz e tranquilidade financeira, além de ajudar a desenhar o caminho a ser  percorrido para conquistar seus objetivos pessoais, como, por exemplo, alcançar a  independência financeira. 

A tão sonhada independência financeira é desenhada por muitos numa frase só: Não ter mais  de trabalhar, viver do rendimento das minhas aplicações. Apesar de soar muito bem e fácil, a  verdade é que não é simples assim e é imprescindível dominar uma série de técnicas e conceitos  do mercado financeiro – ou ao menos estar bem assessorado. 

1- Planejamento financeiro 

Fazer um planejamento detalhado e preciso é essencial para poder ter a tranquilidade de viver  de renda. Como todos os parâmetros para aplicações financeiro são de natureza numérica,  podemos calcular e definir todo o trajeto de uma aplicação financeira. Quando se sabe o valor  que será necessário mensalmente e quais gastos são previstos para futuro, tais como faculdade  dos filhos, por exemplo, é possível calcular quanto deve-se investir para cobrir integralmente  estes gastos. 

2- Inflação 

Uma coisa que deve ser levada em consideração ao realizar o planejamento financeiro para viver  de renda é que o preço de todos os produtos estão sempre subindo e o custo de vida se torna  mais caro ano após ano. Isso deve ser levado em consideração especialmente para aqueles que  pretendem conservar o patrimônio e fazer uso apenas dos rendimentos, para que não aconteça  uma redução em seu poder de compra. Existem previsões para a inflação e o Banco Central é  responsável por tomar medidas para mantê-la sob controle. 

3- Retorno esperado 

Embora existam, sim, produtos de investimento cujo retorno seja pré-fixado, entendemos que  é mais seguro e inteligente diversificar os investimentos em produtos de diversas naturezas e  rendimentos que só serão definidos no futuro. Desta forma, deve-se levar em conta uma série  de fatores econômicos para alcançar uma boa análise de qual seria um rendimento esperado  razoável para aplicações financeiras dentro de um padrão de risco. Investimentos de maior risco  possuem um retorno esperado mais alto, porém, podem não conseguir entregá-lo. 

Vamos à prática! Vamos supor que Vanessa, divorciada, quer viver os próximos 20 anos com  uma renda mensal de R$ 10.000,00, corrigidos pela inflação. Considerado que as aplicações de  Vanessa possuem um retorno esperado de 8% ao ano, e que a meta de inflação do Banco Central  é de no máximo 4%, podemos calcular matematicamente que Vanessa precisa de R$  1.685.000,00 aplicados hoje para seguir esse planejamento. 

Gostou? Venha conhecer mais do nosso trabalho!  Site: https://www.topinvgroup.com

Por: Gustavo Hamdan, assessor de investimentos sócio Top Investment Group

Contatos: (31) 99194-0310 e (31) 4062-7415

contato@topinvgroup.com

Canal no Youtube: Top Investment

Instagram: @topinvgroup

Signo de Áries e o Divórcio

Este signo é conhecido por ter pressa… muita pressa. São pessoas intensas (sendo sol, lua ou Ascendente em Áries), que buscam excitação em sua via, ou seja, rotina não é para elas! E rotina é algo que a maioria dos casamentos acaba tendo em algum momento e, para quem tem Áries forte no mapa natal, viver em rotina é extremamente desanimador. Desgasta muito rapidamente a relação.

Se você vive com alguém de Áries e quer muito que esse relacionamento perdure, se esforce para manter novidades na semana de vocês. É logico que não precisar ser TODO dia, mas sempre buscar jantar fora, marcar encontro com amigos, viajar… Áries precisa muito de momentos de excitação, de novidade, de movimento.

E você que é de Áries (mais uma vez: seja sol, lua ou Ascendente), procure incentivar seu parceiro(a) a fazer coisas diferentes durante a semana, não deixe passar a oportunidade de visitar um lugar novo ou um restaurante que foi bem recomendado. Faça a sua parte e mostre o quanto você deseja que essa relação seja “infinita”, se esperar que o outro adivinhe o que você quer, vocês dois vão acabar se sentindo muito frustrados.

Por outro lado, quando este signo vivencia a separação há uma fase muito importante que a pressa de Áries não pode pular: a fase do luto. Toda relação que acaba precisa ser velada, precisamos sentir a dor, entender o momento, qual foi a “culpa” de cada um neste fim tão triste.

Áries, por ser um signo de fogo, de iniciativa e de (certa) urgência, acaba procurando em novos relacionamentos a saída para não se sentir mais triste e isso é um erro que pode prejudicar todos os relacionamentos nos anos a seguir. É preciso paciência e permitir que as dores se manifestem para que elas saiam do nosso interior para nunca mais incomodar. Se o ariano não aproveita esse “luto”, as mesmas situações que fizeram o casamento terminar, irão afetar da mesma maneira tudo que virá depois dele.

Portanto, a dica é: não se jogue na primeira pessoa que mostrar interesse por você a fim de esquecer os sentimentos ruins. Eles vão passar, pode ter certeza.

Por: Nando Rahner – Astrólogo

Instagram: @nandorahner_astrologo

Site: http://nandoastrologia.com.br

Todo recém divorciado precisa de um colo de Mãe

O tão famoso dia das Mães chegou.

Dia que homenageamos mulheres que realmente assumiram esse compromisso de criar e cuidar de outro humano, deixando o seu legado.

Tínhamos tantos assuntos para abordar e homenagear essas mulheres, de como a vida da mãe está difícil nesta pandemia, sobre a condição emocional que se encontram, sobre as mães solo que fazem além do esperado por qualquer ser humano.

Elas são heroínas que estão deixando de comer para doar aos seus filhos. São mães de luto por perderem seus amados filhos para o Covid, ou para qualquer outra enfermidade. São mães que erram tentando acertar, são mães recém divorciadas que mal sabem por onde recomeçar.

A vida de mãe nunca foi tão desconstruída para sociedade é evidenciada em sua dor. Ser mãe é recompensador quando vemos que a sociedade nos ajuda a criar nossos filhos e não a destruí-los. Nosso maior desejo é ver nossas mãezinhas felizes, com apoio de outras pessoas. 

A vida de mãe tem tantos estágios, mas nunca o colo de mãe foi tão necessário. Aquele colo que podemos voltar, que podemos chegar no portão da casa dela aos prantos e dizer: “mãe acabou, vamos nos separar”. Esse colo mesmo que virtual, que nos apoia e nos puxa a orelha quando necessário. 

Mães, nós da Idivorciei queremos que saiba que sua luta é nossa também, que suas dores são nossas e o recomeço diário para com sua alegria de viver, pode ser segurando a nossa mão.

Filhos, o valor de uma mãe que ama seu filho, não pode ser calculado, explicado e mensurado, dessa forma, a homenagem deve ser sempre e sempre.  

Feliz dia para nossa mulher. Reconheça-se e receba toda a homenagem que chegar até você.

Reconheça seu valor.

O Divórcio não é o fim

Assim como há o Dia da Mulher, Dia dos Namorados, Dia do Avós, entre outras datas comemorativas, há também o Dia dos Divorciados!  Sim, dia 06 de janeiro, justamente no comecinho do ano, e não é à toa, não.

Muitas mulheres quando se divorciam, ou até mesmo antes de se divorciarem, e estão vivendo um casamento em crise, pensam que a vida termina ao se divorciar, que não há mais o que viver. Algumas, inclusive, se dedicam integralmente aos filhos e se esquecem de si mesmas.

Mas tenho uma boa notícia pra você! O divórcio não é o fim! Se até data para se comemorar existe, acredite, não é o fim mesmo.

Quando ressignificamos os fatos da nossa vida e nos perguntamos qual o aprendizado podemos ter com cada situação vivida, a chave vira. O ponto de partida é esse. Tudo na vida tem um aprendizado. Ninguém passa por nós sem um motivo. Quando descobrimos o aprendizado, nos tornamos melhores e mais sábias.

Ressignificar é dar um novo significado. É descobrir que você pode se tornar um ser mais evoluído com tudo que viveu. Quando deixamos a luz adentrar na ferida, a cura vem. 

E vem de um jeito que modifica tudo. O que parecia ser o fim, torna-se um grande Recomeço.

Ressignifique!

Feliz Recomeço!

Por, 

Renata Lemos

OAB/ES 24437

Advogada da Mulher

Acompanhe Renata Lemos pelo Instagram: https://www.instagram.com/renatalemos.adv