fbpx

Corpo e mente são um só. Mas a mente ajuda ou atrapalha o coração?

As duas coisas. E quanto mais cedo você entender isso, mais rápido vai conseguir melhorar a sua vida.


As emoções ruins costumam nos deixar sem disposição, sem “forças para continuar”. Mas como ter “força” se tanto a mente quanto o corpo estão sofrendo?


Frustração, depressão e ansiedade podem causar sintomas físicos como dor no peito, indisposição, parestesias (aqueles “formigamentos” e “dormências”), falta de ar e até contrações ou espasmos musculares.


As sensações físicas causadas pela mente geralmente não tem uma causa física identificável, é o corpo sofrendo por uma doença que só existe na sua cabeça. Os sintomas são reais, a doença física não.


Mas como controlar a mente e se livrar dos sintomas físicos? 
Existem várias maneiras de controlar esses sintomas, e a maioria delas é fácil e barata como através de meditação, atividade física e terapias manuais. Atividades que foquem a sua mente em algo que não seja você mesmo e seus sentimentos.


Quando meditamos a respiração e o coração ficam mais lentos, a pressão arterial abaixa e o corpo entra em estado de repouso. Diminuindo os desconfortos físicos da ansiedade, por exemplo. Os exercícios, além de todos os benefícios cardiovasculares, fortalecem o corpo, fazem você se acostumar ao desconforto, melhoram a qualidade do sono e ainda produzem hormônios que induzem a sensação de bem estar. São os mesmos hormônios, as endorfinas, que nos deixam felizes quando comemos um chocolate.


Outro sistema intimamente relacionado às emoções é o imunológico. A imunidade pode piorar em momentos de estresse e ansiedade intensos, principalmente quando crônicos, ou melhorar com uma saúde mental adequada, com uma vida feliz.


As emoções podem tanto melhorar quanto piorar sua vida e sua saúde. Não é uma relação direta, nem simples, mas com um pouco de esforço podemos nos conhecer melhor e cuidar tanto do corpo quanto da mente para melhorar a qualidade de vida.


Viva, emocione-se, chore, ria, não se esconda das emoções e esteja sempre consciente de que elas não podem ser controladas, mas você pode controlar a forma como reage a elas. 

Cuide do corpo e da mente.
Seu coração agradece.

Por: Leandro Franco

Cardiologista CRM 129128

Acompanhe Dr. Leandro Franco pelo Instagram: Dr. Leandro Franco (@drleandrofranco) • Fotos e vídeos do Instagram

Seja nosso parceiro preenchendo o cadastro abaixo!