supere-a-separacao-idivorciei

Supere a Separação

Dicas valiosas para você melhorar depois do término

Podemos aprender muito com a ciência sobre a separação, acredita?

Vários estudos analisaram o que realmente acontece e como podemos superar a separação e toda dor que envolve esse momento.

Recentemente uma pesquisa publicada na revista científica Journal of Experimental Psychology, por exemplo, avaliou a eficácia de três estratégias: pensar negativamente sobre o ex; aceitar seu amor pelo ex; e se distrair pensando em coisas boas que não têm nada a ver com o ex.

Embora nenhuma delas seja perfeita, as três serviram para diminuir as respostas emocionais dos participantes em relação aos ex-parceiros. Portanto, uma combinação das três parece um bom ponto de partida.

Pense em voz alta: ‘Seu ex tinha um mau hálito horrível pela manhã e uma admiração doentia pelo som da própria voz — que nojo’.

Em seguida: ‘Tudo bem ter amado ele, é uma coisa boa — mesmo que agora você veja que essa pessoa é repugnante’.

E finalmente: ‘O tempo não está maravilhoso agora?’

Dee Holmes, especialista em relacionamentos, sugere outro ponto de partida interessante:

“Permita-se um tempo para afogar as mágoas um pouco. Tubo bem tirar um dia de folga do trabalho — se você estiver em choque, pode ser a ação mais segura, dependendo do seu emprego.”

“Converse com seus amigos e mantenha um diário de como você se sente”, diz ela, “mas não deixe que isso domine sua vida. E (não) tome decisões precipitadas. Você pode achar que não será capaz de suportar viver na mesma casa sem o seu ex, mas, na verdade, depois de mudar os móveis de lugar e talvez pintar as paredes, pode ser que você veja que pode.”

Jo recomenda deixar de seguir o ex nas redes sociais:

“Apague ou bloqueie qualquer coisa que provoque memórias dolorosas, como fotos ou textos. Parece cruel, mas a verdade é que ajuda a cicatrizar as feridas”.

“Não mande mensagens de texto ou ligue, especialmente tarde da noite”, acrescenta, “esboce textos e apague, ou escreva sobre seus sentimentos privadamente. Não ‘stalkeie’ ou vigie”.

De acordo com os estágios do luto, a raiva também pode desempenhar um papel importante.

Mas a raiva pode ter seus benefícios: é difícil sentir falta de alguém que você decide que não suporta. Alguns especialistas desaconselham, no entanto, essa forma de psicologia reversa.

Um vídeo de autoajuda chamado How To Get Over Someone (“Como Esquecer Alguém”, em tradução livre) diz que a maneira de fazer isso não é se convencendo de que nunca gostou da pessoa, mas analisando o que você gostava nela.

Na sequência, se pergunte: ‘Seria possível encontrar essas qualidades em um futuro parceiro?’

Se você combinar todas essas táticas, pode traçar um plano: aceite o que você sente e permita-se lamentar; converse com familiares e amigos e, se necessário, com um terapeuta; escreva um diário; evite as redes sociais; apague gatilhos dolorosos; se distraia; não tome decisões precipitadas; não tenha contato com o ex; lembre-se dos aspectos negativos dele; e, depois de um tempo, pense nas características positivas e considere que essas qualidades podem ser encontradas em outra pessoa.

E então é só uma questão de tempo.

Quanto tempo leva pra passar essa dor afinal?

Você não pode apressar o amor — e, infelizmente, tampouco pode abreviar o processo de superação do fim do relacionamento, achou que podia burlar essa né? pois é, não vai dar!

Um estudo sugere que leva cerca de três meses (11 semanas para ser mais precisa) para que alguém tenha um sentimento mais positivo em relação à uma separação, no entanto, a dor da desilusão amorosa não é uma ciência.

No meu caso, levei seis meses até me sentir pronta para seguir em frente. Mas, a essa altura, eu realmente estava pronta.

Superar a dor da separação é um desafio paradoxal, tão difícil por causa da sua simplicidade.

Mas o segredo, em essência, é este: lembrar que você é digno do amor. E que no tempo certo, vai encontrá-lo novamente.

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *