Amor e Ódio não são Opostos

Amor e ódio não são opostos, porque digamos que o ódio é o lado negativo do amor, mas ele não é o seu oposto. 

Pensa o seguinte, você ama alguém por algum motivo, esta pessoa te faz bem, você não vive sem ela, e etc. 

No ódio, você tem o lado oposto do mesmo sentimento, eu odeio alguém porque este alguém não me faz bem, por algum motivo.

O contrário do amor é a indiferença, porque quando eu amo ou quando eu odeio, eu tenho motivos. 

Na indiferença, a pessoa em questão, pode ser quem ela quiser, fazer o que quiser, eu simplesmente não me importo. 

Se ela me trata bem, se me trata mal, se me traz flores ou dores, isto não tem um impacto relevante em mim, esta pessoa não tem mais este poder de influência em mim. 

Eu não a amo, e portanto, tudo que vêm dela é indiferente para  mim. 

Importante esclarecer isto, pois quando se deixa de fato de amar alguém, você passa a não ter mais conexão com esta pessoa, e portanto ela não faz diferença na sua vida e nos seus sentimentos. 

Amor e ódio não são opostos, já amor e indiferença,  insignificância, irrelevância sim.

Daniel Lacerda  Psicólogo Clínico

Acompanhe no Instagram: https://www.instagram.com/psicodaniellacerda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja nosso parceiro preenchendo o cadastro abaixo!